O Plano de Marketing

Há quem acredite que o jovem desaparecido teria criado toda essa pantomima como parte de um plano de marketing para impulsionar a venda de sua obra.

21 de abril de 2017 • Por giordano, em Racionalistas

Uma das teorias que tentam explicar o sumiço de Bruno Borges diz que o rapaz teria criado todo esse cenário e todas as situações misteriosas como parte de um plano de marketing que teria por objetivo impulsionar uma futura venda de suas “obras”.

Segundo esta teoria o jovem teria tirado proveito de seus estudos de Psicologia para elaborar uma história que atraísse a atenção das massas, que o guindasse à posição de celebridade instantânea e de uma espécie de guru para os menos dotados de inteligência e/ou para os mais ingênuos, que seriam seu público potencial para o momento de comercializar itens com sua “marca”.

Entretanto, as coisas teriam saído de controle no momento em que a polícia (inclusive a Interpol) entrou em ação para investigar. Falsas comunicações de desaparecimento constituem crime, e as consequências inexoráveis da primeira parte do plano a partir deste momento estariam impedindo o rapaz de voltar ao convívio com seus familiares.

Há ainda quem vá além no pessimismo, e diga que por causa da inviabilidade de voltar o jovem teria tido um destino mais cruel do que simplesmente estar escondido. Porém, não especularemos sobre nenhuma possibilidade deste tipo, em respeito a todas as pessoas que passaram e passam por situações dolorosas de perda de familiares.

Compartilhe

Deixe seu comentário!